Repúdio às demissões na Volks e Mercedes

Publicado em: 07/01/2015

Sete mil funcionários entraram em greve, por tempo indeterminado, em protesto às 800 demissões ocorridas no dia 6 de janeiro na Volkswagen do ABC Paulista. A mobilização na empresa abrange 13 mil metalúrgicos e tem o apoio da UGT e demais Centrais Sindicais. A Mercedes dispensou 244 trabalhadores e deflagrou greve de 24 horas.

Não aceitamos que a chamada “contenção de custos” corte empregos, ainda mais com demissões arbitrárias. Organizado, nosso sindicalismo conta com alternativas viáveis para proteger os empregos de pais e mães de família que, pelo que se vê, são reconhecidos apenas como números, cifras, e não como seres humanos que precisam dos seus empregos para sobreviver. Repúdio às demissões. Apoio total à greve!

Luiz Carlos Motta

Presidente

matéria :Federação  (FECOMERCIÀRIOS)